domingo, 13 de maio de 2018

Série Good Witch - Feminismo & Bom Gosto

Gente que série linda, cenário, moda, tudo de muito bom gosto!
Que linda a personagem principal, uma beleza física, porém uma beleza de postura. Tudo bem ela é uma personagem que tem um dom especial porém me inspira a ser uma mulher assim, amável, do bem, que ajuda ao próximo, que compartilha o bem e busca sempre o lado bom. Que mulher maravilhosa! Uma mulher que toda a comunidade quando precisa procura ela! Que inspiração, e mas do que tudo uma mulher educada, nossa como é bonito ver a postura o modo de vestir de uma pessoa com educação, ela pode tudo inclusive ser educada.








Espalhar coisas boas!
Por mais mulheres educadas e amáveis no mundo!


segunda-feira, 7 de maio de 2018

Série "Chesapeake Shores" - Família & Decoração & Moda

Essa é uma série que achei na Netflix e gostei muito da 1º temporada, pois conta a história de uma família e o mais importante meu marido, filho e filha podem me ver assistir sem constrangimento nenhum, pois essa é uma dificuldade que tenho com a Netflix você fica procurando ou começa a assistir a um episódio e de repente começa umas cenas constrangedoras, agora procuro indicação nos blogues e coloco na minha lista, assim conforme termino uma já tenho indicação de outra.

Assistindo a série a vontade é de se mudar para a cidade, a casa, tudo lindo e uma paisagem de tirar o folego, me acalma e inspira.

Essa deveria ser uma série com muita divulgação, pois vale a pena assistir!

Toda a decoração dos ambientes é encantadora, a vontade é de me mudar para lá!

As roupas que vestem é encantadora, tudo de muito bom gosto!

Tem tanta coisa bonita na série que não consigo descrever, só assistindo mesmo.






















Espalhar coisas boas!

quinta-feira, 3 de maio de 2018

O PODER DO AUTO CONTROLE - EMPODERAMENTO



Já mostramos que podemos tudo, mas hoje o que mais sinto falta é o poder de se auto controlar.
É bom gritar, mas é muito melhor calar, o poder do silêncio, quem consegue tem minha total admiração, pois eu tenho muita dificuldade de calar.

O poder de em vez de descer o barraco, sair de fininho da situação, sem se expor, só com autocontrole, aquele domínio próprio tão desprezado nos dias de hoje, mas tão valorizado em tempos remotos. Como eu quero essa tal de temperança!



Temperança
Substantivo feminino
  1. 1.
    Qualidade ou virtude de quem é moderado, comedido.
  2. 2.
    Sobriedade no consumo de alimentos e/ou bebidas.
    a t. é essencial à saúde”

Em tempos de tanta liberdade, de tanto descontrole emocional ou como muitos falam temos que colocar tudo pra fora se não adoecemos, mas sabe que é contraditório não lembro na época da minha avó de tanta depressão, doenças psicológicas, as mulheres de hoje colocam tudo pra fora e estão tão doentes, acho isso um tanto questionável, porque vemos pessoas doentes emocionalmente, desequilibradas, que confusão.

Mas se tem um PODER que estou buscando para minha vida é o de auto controlar, aquele que mesmo podendo falar eu escolho me calar. Que poder esse tal de domínio próprio, esse tão fora de moda, tão na contramão do sistema, mas que para min quando vejo pessoas que os tem admiro muito, especialmente em mulheres, acho lindo uma pessoa sensata.

Sensatez, nossa outra palavra fora de moda, acho que estou ficando velha.



SER UMA MULHER SENSATA

Sensato
Adjetivo
  1. 1.
    Que tem juízo; equilibrado.
  2. 2.
    Que age ou pensa com cautela, com prudência; previdente, precavido.
  3. 3.
    Regrado em seus hábitos; circunspecto, sério, sisudo.
  4. 4.
    Que é conforme ao bom senso.
    uma decisão s.”


Que tal espalhar mais temperança e sensatez nos dias de hoje, acho que são adjetivos velhos mas que está em falta nos dias de hoje e nem sempre o que é velho é pior, as vezes precisamos de novos pensamentos, pensamentos modernos, mas com sensatez e temperança ficam ainda melhor.










sexta-feira, 27 de abril de 2018

Série "The Crown" - Feminismo & Poder

Retornei esse mês para a Netflix, são tantas influências para o bem como para o mau que às vezes precisamos parar um pouco para o bem da nossa saúde mental.

A série que escolhi foi de "The Crown", conta a história da rainha Elizabeth II e me inspirou como mulher, me deixou um pouco com vergonha das mulheres feministas que nos tornamos.

O que a série me ensinou que em uma época totalmente machista, uma mulher subiu ao trono e conseguiu contra todas as adversidades proteger a família, a igreja, a nação e a monarquia.
Há foi dada a ela todo o poder para edificar ou para acabar, realmente ela poderia ter acabado com tudo, com a igreja, com a família, com a monarquia, só dependia dela.
Que mulher, que empoderamento, que feminismo, usou todo o poder para proteger!

Agora eu te pergunto nós mulheres dos dias atuais estamos usando o nosso poder para proteger ou destruir nossa nação, estado, município, bairro, família, igreja, filhos, homens e outras mulheres. A sociedade se tornou melhor ou pior com o meu PODER?

Se te entregarem uma nação ela vai ficar melhor ou pior?
Se te entregarem um homem, ele vai ficar melhor ou será destruído?
Se te entregarem filhos e filhas, eles serão bem-criados ou mau criados?
Se te derem uma amiga, ela vai ficar melhor ou será destruída?

Gente isso é sério, estamos destruindo pessoas, famílias, bairros, municípios, estados e nações com o nosso poder e o pior estamos nós destruindo como mulheres.

Fico imaginando se esse poder da rainha Elizabeth II estivesse caído em mãos erradas, hoje provavelmente não teria mas a monarquia. Ela não foi perfeita e não teve uma vida perfeita, um casamento perfeito, um reinado perfeito, mas ela teve o PODER e soube usa ló muito bem em favor de sua família e sua nação. Houve sacrifícios pessoais que ela teve que fazer e hoje me parece que não estamos dispostas a nos sacrificar, e a série mostra esse outro lado com o tio que abdicou de ser rei para fazer só o que lhe dava prazer, não se engane só escolhemos o nosso difícil pois qualquer caminho vai ter suas dificuldades.

Mas se temos o PODER por que não usá-lo para edificar ou invés de destruir tudo onde colocamos nossas mãos.




Que em 2018 se levante em nossa nação, estado, município, bairro, família, mulheres que saibam usar o PODER para edificar!


domingo, 11 de março de 2018

Extraordinário - O filme


 Nós todos temos marcas no rosto
 eu tenho essa ruga aqui da sua primeira cirurgia
 eu tenho essas rugas aqui da sua última cirurgia
 este é o mapa que mostra à onde estamos indo
 e este é o mapa que mostra onde já estivemos
 e ele nunca vai ser feio.
 E seus cabelos brancos (pergunta o filho)
 Isso é um presente do seu pai! (kkkk)



Essa é uma das frases da atriz Julia Roberts (a mãe) no filme extraordinário e foi a que mais me marcou.
Assistindo o filme como mãe me identifiquei por que cada filho é um extraordinário, cada mãe sabe  as marcas que eles deixam na nossa vida, de formas tão diferente mas tão extraordinária.